quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Eu não conheço o seu rosto, mas o vejo em todo lugar

Quero falar de alguém que busco todos os dias conhecer. Não posso rotulá-lo, colocar Nele uma etiqueta, ou uma placa dizendo que Ele é assim ou assado. Ou como uma imagem absoluta de um Homem sentado num trono rodeado por uma imensa luz ou coisas deste tipo. Tenho preferido não pensar Nele assim,especialmente nestes últimos dias tenho refletido muito sobre Ele. E tenho gostado muito de pensar Nele somente como meu paizão, no aumentativo porque a forma que Ele tem se apresentado pra mim nestes dias é assim. Meu paizão, amigão, um Pai muito divertido que me faz rir, mesmo quando estou chorando, dá pra entender? não?. Estou descobrindo que sou livre,kkkkkkkkkkk. Não estou falando " liberdade" da religiosidade, desculpa se estou parecendo meio louca , não sou herege, rsrs. Creio no Deus criador , no grande El Shaday o todo suficiente Deus, creio em sua palavra e sei que não há outro Deus além dele. Porém até mesmo esta frase que acabei de escrever me trás sentimento de distancia. Caramba! Ele é o meu Pai e não é distante, não está separado de mim, não há um espaço entre nós. Eu posso ouvir ele chamando filha e eu posso responder: Fala Pai. Eita gente! Ele é real, posso ouvir um som e dançar com Ele, posso estar sentada no chão batendo aquele papo, gesticulando e dizendo pra ele qualquer coisa como por ex: Pai tu és demais, ou estou muito aborrecida e até mesmo com raiva ,ou então dizer: vamos levantar, quero dançar, coisas deste tipo. Entendam , não quero formalidades pra falar com Ele, sabe aquela formalidade que temos na igreja? Tão bom se acabasse. Vamos imaginar se a igreja não tivesse pulpitos, apenas um espaço com ou sem cadeiras , onde pudessemos sentar em roda na cadeira ou no chão. Enquanto sentados pararmos e apenas convesarmos com Ele. Perguntando o que Ele quer que cantemos pra Ele, se Ele quer que oremos por alguém ou lugar em especial ou se Ele quer que somente ouçamos o que Ele tem pra falar. Neste meio tempo, podemos pegar a biblia para ouvi-lo, ou deixar que algum irmão compartilhe algo da parte do Pai. Podemos também tocar os instrumentos e louvarmos , dançarmos, adorarmos coisas simples para um Deus que é simples, pois na verdade a igreja somos nós, não é mesmo? Pode parecer meio primitivo pra alguns, mas pra mim é estar livre sem obrigações, sem rituais.Enfim, Meu pai terreno mora ao meu lado sei que ele está ali, posso falar com ele a qualquer momento e não preciso bater na porta dele pra entrar. Se estiver fechada eu grito, pai!!! abre!!! Quero falar com vc, verdade ;intimidade é assim, rsrsrs. Então ele vem abre e pronto; digo o que preciso sem necessidade de me ajoelhar ou buscar palavras bonitas pra dizer o que quero. Não estou dizendo que ajoelharmos diante do Pai celestial é errado,pelo contrário é um privilégio, mas não é uma regra, assim como orar de olhos fechados também não é. Estes dias ele esteve aqui em casa, estava saindo para ir a igreja e falou: filha antes de eu sair quero que ore por mim, vou estar ministrando a palavra hoje. Orei e depois perguntei vai ministrar o que? Ele disse: Libertação, então sorri e disse: Tudo que preciso. Gente Precisamos mesmo sermos libertos do tradicionalismo, religiosidade que nos coloca regras para estarmos com o nosso pai. A biblia diz: E porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espirito de seu filho, que clama: Aba, Pai. Assim já não é mais servo= escravo, mais filho; e se filho também herdeiro de Deus por Cristo Gálatas 4v.6.7. Estai pois firmes na liberdade com que Cristo nos libertou,e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão ,Gálatas 5.1 . Enquanto estava escrevendo esta postagem, começou a ventar. Minha filha estava no quarto acima estudando com as janelas fechadas, eu sabia que estava quente. Então disse pra minha filha : Abra a janela do quarto pra deixar o vento entrar. Esta frase soou diferente aos meus ouvidos , senti que o Pai estava querendo falar algo. DEscrevo esta frase assim: Abra-se, para que a sua atmosfera interior seja renovada, não fique sufocado pelo calor da tradição, daqueles atos (religiosos) que temos com relação ao nosso Pai , quando que de geração em geração nos foi passado um conhecimento de Deus tão conservador.Exponha-se a um novo ar para uma atmosfera de intimidade, de liberdade.Que a temperatura do nosso relacionamento com Deus seja agradável para Ele e para nós. Saiamos de qualquer recinto coberto, fechado e corramos ao ar livre sentido o vento agradável da liberdade que temos com nosso Pai.
video

6 comentários:

  1. Ola querida, obrigada pela visita, que o Senhor continue te abençoando e te capacitando a cada dia. Bjusss e ótima semana, fica com Deus!!!

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Ótimo texto! parabéns!
    Paz e bençãos

    ResponderExcluir
  3. Gosto de ver sinceridade naqueles que como eu estão se aproximando do Senhor.
    Creio que, muito mais que eu, o Senhor gosta de ver sinceridade naqueles que se aproximam Dele.
    Belezzzzzzzza Ana.

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana Claudia paz seja contigo..!!
    Grande reflexão, nosso Piazão é mara...
    Irmã paz... e muito obrigado pela sua preciosa visita e coments....
    Que Deus possa estar sempre entre nós...trazendo alegrias em tempos de choro...como tu mesmo disse.
    Paz....

    ResponderExcluir
  5. Amei o seu texto!!!!!!!!!
    Nunca pare,muitos precisam do que vc faz e diz.poucos tem essa coragem.
    Um grande abraço.
    que a paz do Senhor seja sempre com voce!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida. Estou passando para agradecer pelos votos e desejar-lhe a benção de Deus, que nada mais é do que o seu amor infinito, invencível e constrangedor.

    Muita vida e graça em 2010.

    bjs.

    ;)

    ResponderExcluir